Marginália Federal – Agências de Fomento – Resolução BC 4023, de 27.10.11

RESOLUCAO 4.023                             
                        —————                             
                                                                    
                                 Altera a Resolução nº 2.828,  de  30
                                 de  março de 2001, que dispõe  sobre
                                 a  constituição e o funcionamento de
                                 agências de fomento.               
                                                                    
         O  Banco  Central do Brasil, na forma do art. 9º da  Lei  nº
4.595,  de  31  de  dezembro de 1964, torna público  que  o  Conselho
Monetário Nacional, em sessão realizada em 27 de outubro de 2011, com
base nos arts. 4º, incisos VI e VIII, da referida Lei, e 1º, § 2º, da
Medida Provisória nº 2.192-70, de 24 de agosto de 2001,             
                                                                    
         R E S O L V E U :                                          
                                                                    
         Art.  1º  Os arts. 3º e 4º da Resolução nº 2.828, de  30  de
março de 2001, passam a vigorar com a seguinte redação:             
                                                                    
         “Art. 3º  ……………………………………….   
                                                                    
         ………………………………………………..   
                                                                    
         VIII  –  participação  societária, direta  ou  indireta,   
         inclusive  por  meio  de  fundos  de  investimento,   em   
         sociedades   empresárias  não  integrantes  do   sistema   
         financeiro,   organizadas  sob  a  forma  de   sociedade   
         limitada,  cujo capital esteja totalmente integralizado,   
         ou  de sociedade anônima, desde que se trate de operação   
         compatível  com seu objeto social e que sejam observadas   
         as seguintes condições:                                    
                                                                    
         a)  não  se  configure a condição de sócio ou  acionista   
         controlador;                                               
                                                                    
         b)   a   sociedade  não  seja  controlada,   direta   ou   
         indiretamente, por Unidade da Federação;                   
                                                                    
         c)   a   Unidade  da  Federação  não  tenha   influência   
         significativa na sociedade; ou                             
                                                                    
         d)  a  participação no capital social total de uma mesma   
         sociedade  ou  no  patrimônio  de  um  mesmo  fundo   de   
         investimento  não ultrapasse o limite de  25%  (vinte  e   
         cinco por cento).                                          
                                                                    
         ………………………………………………..   
                                                                    
         XV  – aplicação em depósitos interfinanceiros vinculados   
         a operações de microfinanças (DIM).                        
                                                                    
         ………………………………………………..   
                                                                    
         §  3º  A aquisição de créditos prevista no inciso VII do   
         caput,   quando  realizada  por  meio   de   fundos   de   
         investimento,  deve se restringir à aquisição  de  cotas   
         de   fundos  de  investimento  em  direitos  creditórios   
         (FIDC)    que   mantenham   seus   recursos    aplicados   
         preponderantemente  em  ativos relacionados  diretamente   
         ao objeto social da agência de fomento.                    
                                                                    
         §  4º  A participação societária prevista no inciso VIII   
         do  caput,  quando  realizada  por  meio  de  fundos  de   
         investimento,  deve se restringir à aquisição  de  cotas   
         de  fundos  de investimento em participações  (FIP),  de   
         fundos  mútuos  de  investimento em empresas  emergentes   
         (FMIEE),   de   fundos  de  investimento   em   empresas   
         emergentes    inovadoras   (FIEEI),   de    fundos    de   
         investimento  em  participações em infraestrutura  (FIP-   
         IE),  e  de  fundos de investimento em  participação  na   
         produção     econômica    intensiva     em     pesquisa,   
         desenvolvimento  e  inovação (FIP-PD&I),  que  mantenham   
         seus  recursos  aplicados preponderantemente  em  ativos   
         relacionados diretamente ao objeto social da agência  de   
         fomento.” (NR)                                             
                                                                    
         “Art. 4º  ……………………………………….   
                                                                    
         ………………………………………………..   
                                                                    
         IV  –  a  contratação de depósitos interfinanceiros,  na   
         qualidade de depositante ou depositária, ressalvadas  as   
         operações de DIM.” (NR)                                    
                                                                    
         Art.  2º   Esta  Resolução entra em vigor  na  data  de  sua
publicação.                                                         
                                                                    
                                     Brasília, 27 de outubro de 2011.
                                                                    
                                                                    
                                                                    
                                                                    
                      Alexandre Antonio Tombini                     
                Presidente do Banco Central do Brasil                
                                                  

DOU 28.10.11

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: